O Que é E Como Criar Um Eficiente


10 Sites De Socorro Pra Receber Dinheiro Online ( Testado )


Quem aí está com saudade da Constanza polêmica? Quem me acompanha há mais tempo entende o quanto eu adorava por a boca no trombone e detonar o que me viesse na cabeça. Bons tempos… ou não rs. Claro que quando a gente cresce profissionalmente e ganha mais notoriedade, acaba se podando um tanto e foi inevitável que isso acontecesse comigo também. Neste momento não poderei mais fazer o Marcas Duvidosas… vai que amanhã me esbarro com a marca em alguma ação ou com alguns dos executivos que estejam trabalhando em outra empresa? No entanto HOJE, só hoje, eu, a pessoa que amadureceu na internet (e quem sabe tenha ficado meio chata), venho dizer precisamente a respeito um posicionamento que me enoja profundamente no mundo virtual: a falsidade exibida no Instagram.


Entretanto do que desejo pronunciar-se desse modo? De outro tipo de falsidade que assombra o Instagram: o comércio de likes e seguidores. ótimo, resuminho rápido da minha/nossa vida pela internet: comecei o website láaaaa em 2009, quer dizer, esse ano são 9 anos de web site. DAÊ que idealizaram um aplicativo, bacaninha e tals, para publicar imagens.


  1. 3# Faça o Chute com 4 Apoios

  2. Esteja presente nas redes sociais

  3. Sites ou orkut

  4. Coloque o seu discernimento no centro

  5. Assuma suas próprias escolhas, decisões

  6. Seja claro e dê, a princípio, dicas a respeito da tua empresa

  7. um Wikipédia:Páginas pra eliminar/vinte e cinco de dezembro

  8. oito Merchandising 8.1 DVD



Ok, legal publicar foto, que mais? Quem não lida bem com escrita, quem não tem paciência pra pesquisar assuntos para alimentar um blog, ou quem só quer apresentar-se se deu bem com a chegada do Instagram. Tem espaço para toda gente! Todavia aí começou a sacanagem… o Instagram começou a crescer muito e surgiu a competição de quem tem mais curtidas, mais seguidores, mais notoriedade, mais fama.


Sim, aquele perfil cheio de seguidores, rico em curtidas, poderá ser uma amplo farsa. Naturalmente, como o Insta se tornou o app do momento, sobressai quem tem mais seguidores. Já pensa comigo: vamos supor que tenho uma marca, pretendo anunciar meu item, o Instagram tá bombando, vou lá contratar uma influenciadora para fazer minha divulgacão. O que vou observar primeiro?


Quanto seguidores ela tem, no fim de contas aquele é o público que vai acompanhar meu objeto, correto? Direito. Só que algumas “influenciadoras” (espertinhas ou de má fé mesmo), pra conseguir fechar ações e obter dinheiro, deram força e espaço a esse comércio de seguidores. Muitas bombaram seus perfis com seguidores falsos, comentários e like comprados (até isso)!


O consumidor vê aquele super número, se empolga, paga a publicidade e quase não tem regresso, isso se tiver um, pois o engajamento é baixíssimo. A “influenciadora do perfil grande” vai vender pra quem? Pro indiano que curte a imagem? Pro perfil fake que comenta “linda robusta maravilhosa” repetidamente? Não, não vai. E pior, tem aquelas que compram um pacote grande de curtidas pra fotos de publicidade, daí o cliente vê e acha atraente aquele monte de gente curtindo o item dele… mal sabe ele que é tudo incerto.


Com esses pontos, vocês conseguem avaliar e suspeitar quem compra seguidores e quem não. E gente, isso é MUITO comum viu? É o que mais tem, infelizmente! Semana passada foi ao ar um filme que fiz com uma blogueira (raiz) daqui de BH, a Ana Leticia do Anita Bem Formada que tem a mesma revolta que a minha, onde falamos a respeito.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *